bodyART Balance: Força, Flexibilidade, Cardio, Respiração e Relaxamento

Criado por Robert Steinbacher, um ex-estudante internacional da Broadway Dance Center (BDC), as aulas de bodyART seguem um sistema de 5 fases, progredindo de forma fluida através da força, flexibilidade, cardio, respiração e relaxamento.



Comecei a praticar bodyART em novembro de 2014 durante um curso que fiz na Broadway Dance Center, em New York, dirigido por Ryan Daniel Beck (), instrutor internacional. E logo de início me encantei com as possibilidades de desenvolver com maior percepção a minha consciência corporal, já que como bailarina me sentia presa no cotidiano do ballet clássico.


Reconstrua o seu Corpo, Mente e Alma.


Os exercícios são funcionais e de extrema força muscular, trazendo ao praticante uma melhora significativa no alongamento corporal e desenvolvimento da força muscular através do CORE - unidade de 29 pares de músculos que suportam o complexo bacia, pélvis, lombar - aliviando as dores causadas por excessos e pela falta de atividades físicas. Também organiza e alinha o corpo proporcionando uma postura correta e saudável.

O sistema bodyART é uma atividade holística (não-espiritual), totalmente funcional e focada na integração da mente e corpo combinando força, flexibilidade, cardio e respiração, com base nos princípios do Yin Yang e os 5 elementos da medicina tradicional chinesa.

A aula de bodyART

bodyart-força

 FORÇA 

Todos os exercícios são criados para combinar força, flexibilidade e equilíbrio. Eles têm efeitos positivos sobre a estabilidade, coordenação e bem-estar e postura corporal, prevenindo e combatendo as dores nas costas e reduzindo o estresse.

bodyart-energia

 ENERGIA 

A aula de bodyART é focada nos movimentos fluidos, alongamento e relaxamento, proporcionando uma melhora significativa no seu cotidiano (bem-estar). A musculatura ficará mais alongada, as articulações mais flexíveis, e o fluxo de energia (meridianos) no corpo será melhorado. Em pouco tempo você terá: mais vitalidade, capacidade de regeneração aprimorada e equilíbrio mental.

bodyART

Uma super aula com o criador do bodyART
 ROBERT STEINBACHER 

O melhor de tudo na prática do bodyART, é que ao final de cada aula passamos a entender melhor o nosso corpo e a nossa capacidade de auto-conhecimento.

É importante destacar que praticando atividades físicas - com qualidade - alcançamos de fato uma vida mais saudável e produtiva ao logo de nosso tempo!


Valeria Almeida

Professora de ballet clássico para crianças, adolescentes e adultos, e instrutora de bodyART Balance.


 Compartilhe essa página com seus amigos:

bodyART - A História

contada por Robert Steinbacher

Para explicar o que é bodyART é necessário começar pela sua origem e seu desenvolvimento...

bodyART

Em 1993 eu trabalhei com crianças com necessidades especiais na CPC (Centro de Pedagogia Curativa) perto de Salzburg. Minha principal tarefa era o ensinamento do movimento e a promoção das funções motoras do corpo humano. Eu trabalhava como terapeuta e atendente, embora meu coração sempre pertenceu à dança. Mas sempre fui um apaixonado por crianças e por isso decidi passar os meus anos de aprendizado com as que tinham necessidades especiais. Ao mesmo tempo, eu já tinha compromissos como dançarino e já tinha iniciado minha carreira como apresentador.

O forte desejo de movimentar-se e a liberdade de tornar isso uma realidade

Com essa visão eu já sabia qual era a minha missão: ajudar as pessoas a viver seus desejos. Eu selecionei vários movimentos, exercícios e abordagens terapêuticas da terapia, alterando-os e melhorando-os e, no final, os adaptei para pessoas que almejam uma vida mais saudável. Uma forma particular de terapia desempenhou um papel decisivo para mim: o DO IN. Uma abordagem mais oriental de fisioterapia e uma espécie de pedagogia onde um ser humano é tratado, por um lado, como uma unidade entre cadeias musculares e órgãos, e por outro, como mente e alma. Quando eu finalmente integrei todos os exercícios com o objetivo de alcançar um treinamento perfeito, o crescimento no número de alunos foi tão grande em tão pouco tempo, que eu não tinha mais como matricular novos praticantes. Todos eles imediatamente ficaram cientes de uma coisa: Os exercícios são difíceis e exigem muito, mas os resultados são transformadores:

A responsabilidade por seu próprio corpo
Consistência no desempenho
Concentração no núcleo do corpo - CORE

No início eu usei diversos equipamento como steps, bodybars, tubos ou pesos até que eu encontrei a essência fundamental do bodyART. Os seres humanos não precisam de nada para obterem consciência de si próprios, apenas eles mesmos... Muitas pessoas se encontram em uma abordagem externa mais facilmente: eles precisam de estímulos como música, gritos, repetição, coreografia e motivação em grupo. Isso é importante, e como dançarino, eu nunca iria deixar esses elementos de lado. Você precisa de equipamento para a barra com pesos ou para o step, mas essas abordagens se concentram no treinamento muscular ou coreográfico. Mas quando se trata de conscientização e desenvolvimento funcional, as pessoas precisam aprender a assumir a responsabilidade por seus corpos novamente, para obter de forma independente o conhecimento de si próprios e para deixar alguém guiá-los ou treiná-los (uma realidade não apenas para o treinamento, mas para tudo).

Então eu comecei a deixar de lado todos os equipamentos e integrei os exercícios cada vez mais e mais no corpo, usando o equilíbrio e a própria resistência do corpo. Eu tentei todas essas posições - o que não é brincadeira - com a minha querida avó. Se a minha avó pode fazê-los, outras avós e vovôs poderão fazê-los também, bem como outros adultos, adolescentes e crianças.

Outra parte foi dominante nos exercícios de treinamento bodyART: a respiração. Foi assim que o bodyART nasceu, com esse sistema de treinamento “corpo - mente”.

Em 1994 eu comecei a dar aulas e fundei uma escola em Munique. No início meus colegas riram de mim quando eu tentava apresentar o bodyART em convenções. Em Lausanne eu fui expulso de uma com a declaração de que não era “adequado” para fitness. Mas desde então eu fiquei determinado a isso, porque eu sempre carregava um pensamento dentro de mim: se estes exercícios ajudam tantas crianças e pessoas, eles serão um sucesso no setor de fitness um dia.

A maioria dos participantes em meus workshops eram treinadores, fisioterapeutas, professores de ginástica e alguns treinadores aeróbicos. O meu feedback nos workshops foi a Johanna Fellner, com quem eu cresci, e que testemunhou o desenvolvimento de todos os exercícios, e que ensinou o meu programa pela primeira vez. Johanna também é uma pedagoga e contribuiu para que pudéssemos juntos melhorar rapidamente a qualidade das aulas. Assim, o bodyART poderia crescer profissionalmente e mais rápido.

Em 1998, me mudei para a Suíça. Lá eu assumi o compromisso como dançarino e instrutor e criei um grupo de teste. Um dos participantes era uma pessoa muito especial: Alexa Le.

Alexa Le é uma profissional de Shiatsu formada, especialista em condicionamento físico e uma professora excepcional no setor do trabalho corporal. E Esalen Massage, a qual dá cursos sobre sua própria técnica de massagem, trabalho corporal e também dá aulas sobre o setor energético em todo o mundo.

Essa junção de know-how não poderia ter sido melhor. Juntos, definimos o programa de uma maneira inovadora: energia, técnicas de respiração mais profunda, e o conhecimento sobre filosofia oriental reforçando o conceito bodyART. Estudamos e estruturamos todos os exercícios, anatomicamente e energicamente: Como um exercício precisa ser ensinado para que todos possam realizá-lo?

Essa é a parte exclusiva e de destaque no bodyART. Cada exercício é executado de forma energética, anatômica, muscular, orgânica e fisiológica.

Consequentemente, nós desenvolvemos as ações de como os participantes devem ser ajustados e adaptados a cada exercício, e como orientá-los taticamente. Graças a experiência de longa data de Alexa em Shiatsu, os resultados foram fenomenais e a qualidade final excepcional. Passei para a Alexa o meu conceito, e em 1998 fundamos a bodyARTschool (com a marca registrada), onde desde então, centenas de instrutores foram formados.

No início, Alexa, Johanna e eu éramos os únicos três instrutores. Mas a equipe cresceu rapidamente. A bodyARTschool deve crescer como uma árvore cresce: através de suas raízes, devagar e com extrema qualidade. Nós passamos esse conhecimento para professores de yoga internacionais para capturar o “espírito do tempo” e para que pudéssemos nos aperfeiçoar. Na Yoga reside uma das origens do bodyART. Mas a abordagem espiritual deve ficar na yoga - ela é uma antiga filosofia, algo que se deve viver em cada momento do dia a dia, e não no conceito do treinamento. Os nossos movimentos Qi também são originados dos professores Taiqi e Qi Gong, ambos instrutores de Shiatsu.

bodyART

Portanto, o sistema bodyART pode ser compreendido através do conhecimento das raízes e nunca deve ser interpretado. Um dos princípios do bodyART é nunca julgar os bons ou os maus movimentos, porque o que pode ser bom para uma pessoa pode não ser para uma outra. bodyART significa liberdade para todos os praticantes a um nível pessoal.

Robert Steinbacher

ROBERT STEINBACHER
Instrutor master global,
criador do bodyART


Deixe seu comentário

0
TOTAL